quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Beleza

Ele saiu. Queria ''tomar um ar''. O sol se punha a oeste, por detrás das árvores. O cheiro de umidade era constante naquela época do ano. O vento estava fraco, mas o ar estava frio, e isso o fazia tremer. Ele não se importava. Gostava de estar naquele lugar...

***

Ela acordou inspirada naquele dia. Tomou seu café e correu para o estúdio. Era uma vida um pouco difícil, mas ela nunca se arrependeu de ter estudado Música. Aquilo a realizava, quase podia ver as notas passeando pelo ambiente. Escrevia as notas como se já estivessem pensadas há tempos na sua cabeça. Quando terminasse, aquilo seria...

***

Um alarme de carro disparou na rua. Como se adivinhasse ainda antes de acordar, a dor voltou. Não havia nada mais que pudesse ser feito. Continuaria a observar o céu, lembrando dos seus momentos juntos, num sofrimento...

***

Ele a viu ao longe, vindo na sua direção. Fez que não. Esperou que ela chegasse mais perto. ''Oi!'' Abraçaram-se. ''Vamos?'' As mãos se tocaram, e os dedos se entrelaçaram. Ela riu de vergonha. Ele riu da risada dela. Não se percebia nada ao redor. O momento era deles, e era...



...belo.

Um comentário:

Felipe Francisco disse...

Aposto que quase ninguém entendeu o significado do post hehe